Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image

Contador em Campinas | November 25, 2017

Scroll to top

Top

No Comments

AUMENTO IMPOSTO DE RENDA 2016

AUMENTO IMPOSTO DE RENDA 2016

| On 28, Set 2015

Imposto de Renda 2016

Começa a corrida do Governo para conseguir aumentar impostos de diversas formas e uma forma encontrada foi de aumentar o imposto de renda sobre o Ganho de capital que era de 15% e que será de 20%.

Mas para que o Governo consiga arrecadar em 2016, o mesmo terá que mudar o imposto até dezembro 2015, se não conseguir as mudanças só terão efeito para 2017, pois a legislação do IR exige que a medida provisória seja convertida em lei e sancionada no ano anterior à mudança.

Este tributo incide sobre ganhos de capital na venda de bens como imóveis, terrenos e joias e o aumento faz parte do pacote anunciado nesta segunda ­feira, 14, pelo governo para aumentar as receitas em 2016.
A proposta apresentada é que a alíquota do imposto de renda sobre ganhos seja progressiva ­ quanto maior o lucro, maior o porcentual. Atualmente, é cobrado 15% do tributo sobre o ganho obtido nas transações. A ideia é que essa alíquota valha apenas para ganhos de até R$ 1 milhão. Entre R$ 1 milhão e R$ 5 milhões, o porcentual passará para 20%. De R$ 5 milhões a R$ 20 milhões, a alíquota passa para 25% e, acima de 20 milhões, para 30%. Com isso, o reforço na arrecadação esperado para o ano que vem é de R$ 2 bilhões.
Com a medida, o governo quer tributar “Os privilégiados”. A avaliação é de que as primeiras medidas do anúncio fiscal atingiam a população de renda mais baixa, como as mudanças nas regras do seguro desemprego e o pagamento de pensão por morte.
Agora, o governo quer que o ajuste atinja os mais ricos, por isso a criação de uma escada na cobrança do imposto sobre ganhos. Também foi estudada ­ e ainda está na gaveta ­ um aumento também no Imposto de Renda sobre rendimentos. A ideia é criar uma nova faixa acima do teto de 27,5%, que poderia chegar a 35% e atingiria apenas quem ganhar acima de R$ 20 mil.
Isenções
O governo manterá as isenções do pagamento de IRPF sobre ganho de capital já existentes na lei atual. São isentos, por exemplo, rendimentos obtidos na venda do único imóvel do contribuinte em operações de até R$ 440 mil. O tributo também não é cobrado quando um imóvel é vendido e outro comprado em até 180 dias.

Precisando de um Contador para fazer sua declaração de imposto de Renda?

 

 

Submit a Comment

Current ye@r *